5 de jun de 2012

Acautelar-se do Fermento


Cuidado que ninguém vos venha a enredar com sua filosofia e vãs sutilezas, conforme a tradição dos homens, conforme os rudimentos do mundo e não segundo Cristo (Cl 2:8)
Mt 15:9; 16:6, 11; Ef 4:14-16

A vida da igreja, como está descrito em Mateus 16:24-26, é seguir o Senhor. Antes, porém, de levar Seus discípulos para Cesareia de Filipe e revelar-lhes a igreja e como deve ser o viver da igreja, o Senhor Jesus transmitiu-lhes uma importante advertência sobre a necessidade de se acautelar do fermento dos fariseus e saduceus (v. 6).

Ao falar-lhes sobre o fermento, os discípulos pensaram que Jesus estava falando a respeito do pão que não haviam trazido com eles. Ao que o Senhor respondeu: “Por que discorreis entre vós, homens de pequena fé, sobre o não terdes pão? Não compreendeis ainda, nem vos lembrais dos cinco pães para cinco mil homens e de quantos cestos tomastes? Nem dos sete pães para os quatro mil e de quantos cestos tomastes? Como não compreendeis que não vos falei a respeito de pães? E sim: acautelai-vos do fermento dos fariseus e dos saduceus. Então, entenderam que não lhes dissera que se acautelassem do fermento de pães, mas da doutrina dos fariseus e dos saduceus” (vs. 8-11).

Atualmente, o Senhor também nos tem advertido a acautelar-nos do fermento, principalmente no que diz respeito ao ensinamento dos homens (15:9; cf. Ef 4:14). No passado, vários irmãos receberam revelações quanto ao conteúdo da Palavra de Deus, mas muitos deles, devido à ênfase dada a essas revelações e aos diferentes ensinamentos, especialmente a partir do século XVIII, formaram muitas divisões, que culminaram em muitas denominações.
Contudo, amados irmãos, temos de aprender a eliminar do nosso meio todo e qualquer tipo de fermento. Precisamos nos acautelar dos ensinamentos que nos dividem e desviam de fazer a vontade de Deus. Devemos buscar a verdade em amor, isto é, praticá-la, a fim de crescermos na vida divina, edificarmos o Corpo de Cristo e nos prepararmos para reinar com Ele (vs. 15-16). Que o Senhor nos livre do engano dos ensinamentos de homens e nos conserve sempre supridos com a pura Palavra de Deus!

Desfrute do Dia