5 de out de 2012

Os Benefícios da Independência Local


O método divino de fazer da localidade a linha demarcatória entre as igrejas tem várias vantagens óbvias:

1) Se cada igreja é governada localmente, e toda a autoridade está nas mãos dos presbíteros locais, não há espaço para um falso profeta capaz e ambicioso exibir seu talento organizador, juntando vários grupos de cristãos numa vasta federação, e assim satisfazer sua ambição constituindo-se a cabeça dela. Roma jamais poderia exercer o poder que exerce hoje se as igrejas de Deus tivessem mantido sua base local.
Onde as igrejas não são afiliadas, e onde a autoridade local está nas mãos dos presbíteros locais, é impossível haver um papa. Onde há apenas igrejas locais, não pode haver Igreja Romana. É a federação de vários grupos de cristãos que trouxe tais males como intrometer política na Igreja de Deus. Há poder numa “igreja” confederada  mas é poder carnal, e não espiritual. O pensamento de Deus para a Sua Igreja é que ela deve ser como um grão de mostarda na terra, cheia de vitalidade, contudo raramente notada. Foi a federação que conduziu a Igreja de hoje à condição de Tiatira. A falha do protestantismo é que ele substituiu a Igreja de Roma pelas igrejas organizadas (tanto as estatais como as dissidentes), em vez de voltar às igrejas locais divinamente ordenadas.

2) Além disso, se as igrejas retiverem o caráter local, a propagação de uma heresia ou erro será evitada, pois se uma igreja for local, as heresias e erros serão locais também. Roma é uma esplêndida ilustração do lado oposto dessa verdade. O erro católico romano tem prevalecido por causa da federação católica romana. A esfera das igrejas federadas é vasta; por conseguinte, o erro é bem difundido. É comparativamente simples manter um erro em quarentena numa igreja local, mas isolar um erro numa vasta federação de igrejas é outro assunto.

3) A maior vantagem de ter a localidade como limite das igrejas é que isso obstrui toda possibilidade de facção. Talvez você tenha suas doutrinas especiais e eu as minhas, mas enquanto mantivermos o caráter bíblico das igrejas será impossível que estabeleçamos uma igreja a fim de propagar nossas crenças particulares. Enquanto uma igreja preservar seu caráter local, ela estará protegida contra o denominacionalismo, mas assim que perdê-lo ela dará uma guinada em direção ao sectarismo. Um cristão é faccioso quando pertence a alguém o a algo que não seja o Senhor e a localidade. As facções e denominações só podem ser estabelecidas quando o caráter local da igreja é destruído.

4) Em sua sabedoria, Deus decretou que todas as suas igrejas sejam locais. Esse é o método divino de salvaguardá-las das facções. Obviamente, isso só pode proteger a Igreja contra o sectarismo na expressão. Ainda é possível que um espírito faccioso exista numa igreja não facciosa, e somente o Espírito de Deus pode lidar com isso. Que todos aprendamos a andar segundo o Espírito e não segundo a carne, para que, tanto na expressão exterior como na condição interior, as igrejas de Deus Lhe sejam agradáveis.

Desfrute do Dia