6 de abr de 2013

Saindo da Religião Carcerária

Por Hélcio B de Almeida
Sair da religião do homem é rebelião contra o Pai?
Talvez o maior medo das pessoas em deixar seus grupos religiosos seja a ameaça de que eles estariam se rebelando contra o "Ungido de Deus", na pessoa do principal líder da Instituição Religiosa ou "Igreja" que pertencem.
Esta realmente é uma grande mentira para que os filhos de Deus permaneçam voluntariamente no cativeiro das "casas de detenção", mais comumente chamadas de "Locais de Reuniões", "Templos" e até, mais recentemente, "Cafeterias/Lanchonetes para Lanches, Leitura e Oração".
Pessoalmente eu desconheço qualquer caso de que a saída de alguém de um destes lugares tenha resultado em uma maldição comparada com a rebelião de Coré, Datã e Abirão, a qual os líderes religiosos costumam designar os "rebeldes", que tiveram a ousadia de enfrentar a tal "autoridade representativa", atribuída por eles mesmos e reforçada pelo livro "Autoridade e Submissão" (freqüentemente utilizado para "convencer" os membros que eles devem submeter-se a eles).
No Antigo Testamento quando um profeta anunciava algo que não se cumprisse, ele era chamado de falso profeta e, era passível de apedrejamento.
No Novo Testamento, no entanto, estes falsos profetas que ficam descontentes porque perdem membros de seus grupos/empresas, ficam promovendo calúnias contra aqueles que os deixaram, bem como acusando-os de leprosos, para que os seus demais membros "cativos" continuem em seus cativeiros e não conheçam a verdade.
Não sabemos o dia de amanhã, porém a maldição de Coré não tem se aplicado aos que tem deixado estas seitas dominadas por "apóstolos empresários" e seus "laranjas amestrados", muito pelo contrário, temos experimentado o amor do Pai, a graça do Filho e a comunhão do Espírito.
Temos também observado e testemunhado a crescente migração que tem ocorrido dos libertos das organizações religiosas para o encabeçamento único de Cristo, na realidade do amor fraternal. 
É muito possível viver fora do sistema institucional, e dos esquemas organizados pela agenda dos "super apóstolos", que se alimentam dos dízimos dos dízimos de cada uma de suas conferências e encontros realizados em seus centros de adoração.
Estamos fartos da hipocrisia de suas superstições contadas na versão de "revelações divinas".
Não tenha medo de ser feliz ao lado de teu Redentor e Rei.
Não pense que aqueles que deixam a "proteção da religião", proporcionada pelo grupo do "falso profeta", irão para o mundo e sofrerão as consequências da falta de suprimento. 
Se cairmos é porque julgamos estar em pé e não cuidamos da fé, que pode estar penhorada ao "ungido" e seus métodos falsificados.
Um genuíno cristão o será em qualquer lugar e com qualquer número ao seu lado.
Um genuíno cristão não precisa da religião do homem, pois ela nada tem com o Salvador.
Um genuíno cristão estenderá sua mão a quem lhe pedir ajuda e lutará para livrá-lo da prisão.
Um genuíno cristão fará de sua casa um abrigo e um lugar de refúgio para reunir com os santos livres.
Não estamos sós.
Nossos antepassados passaram por aflições incomparavelmente maiores.
Eles reuniram e cuidaram uns dos outros sob a perseguição do Império Romano. Eles não tinham reuniões públicas, nem acampamentos para jovens, mas sempre encontravam uma maneira para compartilharem a fé com seus irmãos mais próximos.
Aproveite! Estamos em um País livre.
Não nos calemos!
Jamais ficamos sem alimento ou comunhão, pois o Bom Pastor está sempre conosco.
Se alguém entende q deve ficar no sistema religioso porque "se sente bem", que podemos fazer? 
Porém não pense que se você sair, então "cairá no abismo e se afogará". 
Isto é mentira!!!!!!!!!!!
Não espere que o sistema melhore, pois Babilônia não tem cura.
Saia logo. Aproveite enquanto tens força para andar.
Vc terá a grande oportunidade de aprender a depender do Pai, seguir o Bispo de tua alma, e experimentar o frescor do Espírito, conduzindo-nos a crescer e sermos edificados no amor fraternal.
Finalmente, um conselho: evite fugir só, mas se não tiveres companhia, vá assim mesmo, porque é melhor viver só do que mal acompanhado.
Quem sair verá e não voltará!

Desfrute do Dia