23 de jul de 2013

Venha Teu Reino - Uma Visão do Reino de Deus na Terra - Parte 1

Quando Jesus Cristo voltar em Sua glória, isto não será o final da história da Terra atual. O plano de Nosso Senhor não é voltar momentaneamente, arrebatar os crentes para o céu e abandonar a Terra para posterior destruição pelo fogo (2a. Pedro 3:10). Na verdade, Deus ainda tem planos para esta Terra. Depois de Sua volta, Ele pretende estabelecer um reinado aqui. Centrada em Jerusalém, na terra de Israel, Sua autoridade será estabelecida sobre todos os que habitam a Terra. Este reinado se estenderá por mil anos e, por este motivo, é conhecido como “O Milênio”.  As pessoas sobre as quais Ele vai reinar são aquelas poucas que sobreviverem ao período da Tribulação.  Embora inicialmente o número delas seja bem reduzido por causa dos julgamentos na Tribulação, já que não haverá guerras e, sem dúvida, nem pragas ou doenças durante o Milênio, o número de seres na Terra crescerá rapidamente. Não estamos falando sobre a Igreja ou sobre os crentes, mas sobre pessoas “normais” que, pela misericórdia de Deus, sobreviveram a Seus julgamentos na Terra.



Não apenas Jesus estará reinando nesta Terra por mil anos, mas os cristãos também estarão envolvidos neste reinado. Aqueles que se prepararam irão reinar com Ele (Ap 20:4). Muitos crentes têm seus corações e suas mentes postos “no céu”, mas Deus ainda não acabou o Seu trabalho nesta Terra. Embora seja bom “pensar nas coisas lá do alto” (Col 3:2), nós também deveríamos estar cientes e nos fixarmos naquilo que Deus está planejando. Precisamos compreender o que vai realmente acontecer. Depois de Sua volta, Seu plano é passar mais mil anos nesta Terra. Apenas “depois” deste reinado milenar é que haverá “um novo céu e uma nova Terra” (Ap 21:1), que é o que muitos consideram “o céu”. 

À luz dos fatos acima, talvez, como cristãos, devêssemos reconsiderar nossas atuais considerações sobre a Terra e sobre qual deveria ser o nosso papel nela. Talvez devêssemos abandonar nossa filosofia escapista e imaginar que Deus ainda não terminou a obra na Terra e nem nós. Não estou falando sobre um novo plano para melhorar o meio ambiente ou para acabar com a guerra nuclear. Nem tampouco estou recomendando alguma ação social para melhorar o presente estado das coisas. O que estou propondo é que os crentes precisam estar prontos para a próxima fase do plano de Deus para a Terra atual – o reinado vindouro.


Imagino que há alguns que não acreditam que há um reinado vindouro ou que pensam que ele existe aqui, hoje, ou mesmo que ele já veio e já se acabou. Mas, tratar destas dúvidas, conceitos errados ou má compreensão de maneira completa, está realmente fora do objetivo deste livro. É suficiente dizer que, se as pessoas não vêem nas Escrituras um Reino Milenar (1000 anos) onde Satanás é amarrado (Ap 20:3-7) – o que certamente ainda não aconteceu hoje – , onde Jesus Cristo está reinando sobre as nações com um cetro de ferro e elas sendo infinitamente obedientes à Sua vontade (Ap 19:15), onde a criança de peito brincará na toca da serpente e os lobos se deitarão com os cordeiros (Isaias 11:6-8), onde os homens convertem suas espadas em relhas de arados e as suas lanças em podadeiras e onde não há mais guerras (Isaias 2:4), onde Cristo reina fisicamente na Terra (1a. Cor 15:25), Ap 20:6, Is 24:23), repartições da Terra de Israel entre as doze tribos (Ez 48) e a reconstrução do Templo (Ez 40-43, Zac 6:12-13), se eles não vêem nisto um Reinado de Cristo físico e terreno, então eu não sei como convencê- los. Não há maneira de provar alguma coisa das Escrituras a alguém se a pessoa não estiver aberta para isto. Entretanto, se há aqueles que não estão certos sobre isto e estão genuinamente interessados em uma melhor compreensão do Reinado Vindouro de Deus, então eu sugiro a eles irem a uma boa livraria cristã comprarem alguns livros escritos por autores que acreditam literalmente na Bíblia, assim como está escrito, e que façam algum estudo. Uma lista parcial das Escrituras concernentes ao Reino está também incluída no final deste livro, para o dedicado estudante da Bíblia. “E nós reinaremos na Terra” “com Ele por mil anos” (Ap 5:10, 20:6).

Este reino terreno de Jesus Cristo é o cumprimento da promessa de Deus ao Rei Davi que não faltaria alguém de sua semente para se sentar em seu trono (2a Samuel 7:12 e João 7:42). É a conclusão do mandamento de Deus a Adão para que ele dominasse sobre a Terra (Gen 1:28), um descanso no sábado para o povo de Deus (Heb 4:1), o Dia do Senhor (1a Tess5:2) e mais, muito mais.  Que bênção o fato de que nós, povo de Deus, possamos ser parte deste reinado com Ele. A participação dos crentes neste reino milenar de Cristo é uma das partes mais negligenciadas do Evangelho. Muito freqüentemente temos pulado este assunto quando olhamos para a ida ao céu para a eternidade.

Sim, nós devemos colocar nossa afeição nas coisas lá do alto e é verdade que nossa recompensa está reservada para nós no céu, mas a Bíblia ensina que, quando Jesus voltar, Ele trará consigo estas recompensas (Ap 22:12). Não estou sugerindo que enchamos nossas mentes com coisas aqui da Terra, mas que nos preparemos para trazer as coisas celestiais para a Terra. Isto é parte do Evangelho. O reinado de Cristo é uma parte indispensável daquilo para o qual Ele veio e para o que Ele ainda vai fazer. E o nosso papel neste plano é da máxima importância. A idéia da vinda de um reinado é tão central para o Evangelho que, quando Jesus ensinou os seus discípulos a orar, a primeira petição que Ele fez foi: “Venha a nós o Teu Reino assim na Terra como no Céu” (Mat 6:10) Deveria ser significativo para nós que a primeira coisa que o Nosso Senhor nos ensinou a pedir foi pela chegada do Reino de Deus na Terra. Também, um grande número de parábolas que Ele ensinou era sobre a vinda do Reino e sobre como ele seria. Certamente não deveríamos tratar este assunto como se não tivesse importância, ou inconsequentemente. Além disso, com o retorno do Senhor se aproximando, é algo a que todos os filhos de Deus deveriam dar séria e prolongada consideração.

Não há maneira do povo de Deus evitar o reino. É parte do plano para a Terra, do qual todos nós participaremos de um modo ou de outro. A verdade surpreendente mas não largamente anunciada, é que o que fazemos hoje tem tudo a ver com aquilo que será o nosso papel no Reino que vai chegar. Não importa o quão velhos nós sejamos, nosso tempo na Terra não está “para se acabar”. Nós ainda temos pelo menos 1000 anos para trabalhar junto com o Senhor para o cumprimento dos propósitos Dele para este mundo. Nossa fidelidade, nossa diligência e, de fato, nossa inteira maneira de viver neste mundo atual, será o fator determinante para o papel que Cristo vai nos dar em Seu reino quando Ele voltar. Isto pode ser uma surpresa? Mesmo neste império terreno, as pessoas dão os lugares de responsabilidade e de honra àqueles que são bons trabalhadores e dignos de confiança. Jesus não disse que vai recompensar cada um de acordo com as suas obras? (Ap 22:12, 1a Cor 3:14). Isto é exatamente o que Ele fará.

Com isto em mente, nos próximos capítulos examinaremos vários aspectos do reino que têm grande relevância para nós hoje. Muitas destas verdades podem parecer alarmantes, mas eu lhes peço, pelo seu próprio bem,que vocês não fechem suas mentes para elas. Após ler este livro, procurem as Escrituras por si mesmos para ver se estas coisas são verdadeiras. Não sejam convencidos, de maneira alguma, por algum indivíduo bem intencionado, sem antes olhar profundamente para elas.


O reino vindouro tem muito a ver com você e ninguém mais pode mudar a sua participação nele. “Assim, pois, cada um de nós dará contas de si mesmo a Deus” (Rom 14:12). 

“E eu vos digo que muitos virão do Oriente e do Ocidente e tomarão lugar à mesa com Abraão, Isaque e Jacó no Reino dos Céus. Ao passo que, os filhos do reino serão lançados para fora, nas trevas; ali haverá choro e ranger de dentes” (Mat 8:11,12).

To be continued...

Desfrute do Dia