29 de jan de 2014

O que o Senhor disse?



por Michael Horton


Tal profeta, tal povo: "Assim direis, cada um ao seu próximo, e cada um ao seu irmão: Que respondeu o Senhor? e que falou o Senhor? Mas nunca mais vos lembrareis do peso do Senhor; porque a cada um lhe servirá de peso a sua própria palavra; pois torceis as palavras do Deus vivo, do Senhor dos Exércitos, o nosso Deus." [Jeremias 23.35,36]. O profeta adverte quanto ao julgamento divino sobre aqueles que, quer profetas ou pessoas comuns, afirmam ouvir do Senhor uma revelação além da sua Palavra revelada. 

Esta advertência foi dada durante um período de revelação ativa dos profetas, quando a Escritura ainda estava sendo escrita. Quanto mais ela se aplica a nós hoje, após ter Deus falado completa e finalmente em seu Filho (Hb 1.1). Se desejamos ver um verdadeiro avivamento em nossos dias, devemos recusar separar o que Deus uniu. A Palavra sem o Espírito seria ineficaz, e o Espírito sem a Palavra não é o Espírito - mas as ilusões mentirosas de nossa mente imaginativa e falível.

É tempo de recuperarmos nossa confiança na Palavra e no Espírito novamente. Devemos nos recusar a aceitar qualquer versão de espiritualidade que busque a Palavra sem o Espirito doador da vida, ou o Espírito sem a real proclamação, ensino e clareza doutrinária do texto real das Sagradas Escrituras. À parte da boa doutrina e da vívida pregação da verdade bíblica, o Espírito Santo permanece silencioso; quando essa Palavra é fielmente proclamada, o Espírito Santo age. Surge, então, um grande ruído, quando os ossos começam a se juntar um a um, formando um exército do Senhor no vale da morte.

***
Fonte: A face de Deus. Editora Cultura Cristã, p. 144-145

Desfrute do Dia